3 Comentários

ELESSANDRO MILAN / PROFESSOR – 34 ANOS / ESQUARTEJADO / RO, PORTO VELHO

Sem título
Polaroid Picture Frame: https://www.tuxpi.com/photo-effects/photo-paper

O corpo foi encontrado dentro de sua casa, esquartejado em pedaços e a cabeça estava dentro de uma bacia. 

Corpo do professor universitário, identificado como Alessandro Milan, de 34 anos, foi encontrado no início da noite desta sexta (18) esquartejado, dentro de sua casa, teve os braços e a cabeça separados do corpo. Segundo informações colhidas no local, ainda tentaram abrir a barriga da vítima.

Segundo informações da policia o crime será esclarecido em breve, e trabalham com a hipótese de crime passional. A vítima supostamente teria deixado um relacionamento homossexual com outro rapaz não identificado, e passou a frequentar uma Igreja Evangélica, e posteriormente se relacionou e se noivou com uma mulher da mesma igreja.

Foi encontrado litros de bebidas e três copos que estavam sendo ingeridos por três pessoas, dando pra comprovar que antes do crime, a vítima estaria bebendo com os dois suspeitos que provavelmente seriam conhecidos da vítima. 

rondoniaovivo   alertarondonia   g1.globo   newsrondonia   vejanoticias   jornalfloripa   alertarondonia   efato   inforondonia    redetvro

111339859G1

Alerta Rondonia

   111339859G1      111339859G1

3 comentários em “ELESSANDRO MILAN / PROFESSOR – 34 ANOS / ESQUARTEJADO / RO, PORTO VELHO

  1. Monstruosidade, ainda seria pouco para definir isso a crueldade é sem limilites, desejo de todo coração que a policia prenda o culpado e que ele sofra cada dia que estiver na cadeia isso se sobreviver algum dia lá.

  2. Horror! Homofobia na sua versão mais cruel.
    Uma das cenas mais terrificantes que já vi.
    O corpo foi encontrado dentro de sua casa, esquartejado em pedaços e a cabeça estava dentro de uma bacia.
    Obrigado Dilma Rousseff por mais essa morte e por tua OMISSÃO.
    Que o sangue de mais esse irmão gay assassinado de forma bestial caia sobre a tua cabeça e dos teus aliados políticos NAZIEVANGÉLICOS.

  3. Tenho visto crimes brutais nesse site e não há punição para eles. Os gays precisam entender que vivem em um mundo homofóbico e todo cuidado é pouco. O mundo gay é um mundo à parte, pois todas as instituições da sociedade são homofóbicas em maior ou menor grau – isso inclui a vida de uma pessoa desde a escola primária. Não temos uma tradição de respeito à diversidade no Brasil. Um gay não deve perder um minuto do seu tempo discutindo ou querendo agradar a quem quer que seja. Os gays precisam ser felizes como são pois sempre serão assim. Crimes como esse são bárbaros e é difícil imaginar como podem ser chamados de seres humanos quem os pratica. São monstros, isso sim!

Os comentários estão desativados.