2017

Em 2017 foi o ano com o maior número de assassinatos da população LGBT desde o início da pesquisa, há 37 anos, aproximadamente a cada 19 horas, um LGBT morre de forma violenta por motivação homotransfóbica no Brasil. Fruto também de um levante conservador que contamina a população com discursos impregnados de ódio, e que a todo custo quer nos aniquilar e calar nossa voz. Os números são contabilizados pelo Grupo Gay Bahia.

capturar5

sem-tc3adtulo1

 

BRASIL AMARGA A LIDERANÇA DO RANKING DE

CRIMES CONTRA LGBT NO MUNDO

O Grupo Gay da Bahia (GGB) organiza essas informações há pelo menos três décadas e os registros têm aumentado nos últimos anos. De 2005 até 2016, o Grupo calcula um total de 2.842 homicídios contra a população LGBT. Só no ano passado, 343 gays, lésbicas e travestis foram mortos, a maioria com requintes de crueldade, segundo o relatório do Grupo Gay da Bahia (GGB, 2016). Este ano já foram contabilizados 445 mortes documentados em nosso site

___________

VÍTIMAS DO TERROR HOMOTRANSFOBICO

NO BRASIL

morteslgbtsgraf2b

MORTE POR HOMOFOBIA NO BRASIL

GGB 38 ANOS – HISTORY CHANNEL

 

Anúncios