Deixe um comentário

L. DA SILVA SANTOS / 18 ANOS / TIROS / SP, CARAGUATATUBA

 Lucas da Silva Santos

A travesti pode ter sido atraída para um programa onde foi morta e depois o corpo foi trazido para o penhasco onde foi jogado. O local já é conhecido da polícia. “Buraco da Onça”, tem 30 metros de altura na Mata Atlântica. Há registros de outras pessoas que foram mortas e jogadas para não ter seus corpos localizados, Corpo foi encontrado enrolado em um lençol com saco amarrado na cabeça e a vítima tinha marcas de tiros no tórax e ombro, além de cortes de facão na nuca e no queixo, também teve o pescoço quase separado do corpo por lesão com faca. Uma tatuagem de uma flor que pega uma parte da perna direta pode ajudar identificar a travesti. A morte da travesti ainda é desconhecida e a Polícia Civil de Caraguatatuba segue investigando. O corpo está no IML da cidade por não ter nenhuma identificação.

reporteronlinelitoral    meon    ubatubaacontece    brnot

Polícia Civil acredita que assassinato de travesti foi um crime de ódio

A Polícia Civil acredita que pela modalidade como a vítima foi morta, possa se tratar de crime de ódio. L. levou facadas, três tiros e teve o pescoço quase separado do corpo.

“Não é um homicídio comum, muito menos um latrocínio, então é por isso que as investigações estão caminhando para crime passional, uma vingança pela violência que foi encontrado o corpo”. Contou

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s