MATHEUS PASSARELI SIMÕES VIEIRA / ESTUDANTE – 21 ANOS / CARBONIZADO / DDPA / RJ, RIO DE JANEIRO

NOVO ATENTADO A ATIVISTA LGBT NO RIO DE JANEIRO

Matheus Passareli, Matheusa, ativista LGBT, negro, não-binário, estudante de artes da UERJ, primeiro de sua família a entrar numa universidade, foi executado e queimado numa favela do Rio.

O irmão do estudante Matheus, disse que o aluno de artes visuais da Uerj foi executado ao entrar em uma comunidade no bairro de Piedade, na Zona Norte do Rio. O jovem era não-binário — ou seja, entende que sua identidade de gênero não é nem de homem nem de mulher, e, sim, de uma pessoa — e, entre amigos e parentes, era tratado como Matheusa. E segundo informações recebidas da Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA), o corpo o corpo foi encontrado queimado.

Matheus sumiu na madrugada de 29 de abril, ao sair do aniversário de uma amiga na Rua Cruz e Souza, no Encantado, na Zona Norte, por volta das 2h30m. De acordo com Gabriel, o estudante se despediu dos amigos dizendo que não se sentia bem.

extra.globo     g1.globo      odia

Anúncios