2 Comentários

“Não seja vítima”

GAY VIVO NÃO DORME COM O INIMIGO:
RECOMENDAÇÕES DO G.G.B. COMO EVITAR A VIOLÊNCIA ANTI-HOMOSSEXUAL

.

Manual de sobrevivência homossexual

Dicas para evitar a violência na rua

  1. Evite levar desconhecidos ou garotos de programa para casa. Prefira fazer programas em hotéis, motéis e saunas;

  2. Investigue a vida da pessoa com quem pretende sair. Prefira pessoas indicadas por amigos;

  3. Só faça programas com elas depois de ter certeza que são de confiança;

  4. Nunca beba líquidos oferecidos pelo parceiro eventual. A bebida pode conter soníferos;

  5. famoso “Boa Noite Cinderela”. Em um bar, boate… se você, precisar ir ao banheiro, etc.. leve o copo consigo, ou, invente uma desculpa e jogue o liquido fora;

  6. Se levar alguém para casa, não o esconda do porteiro, ou de vizinhos. Eles podem ajudá-lo na hora do perigo. É sempre bom ter uma boa relação com esse pessoal. Na hora do babado, eles sempre são solidários;

  7. Se for possível, não esconda que é gay. Isso evita chantagem e extorsão;

  8. Não se sinta inferior. Não se mostre indefeso, evite demonstrar passividade, medo, submissão. Não cultive o tipo machão, ou pelo menos não mostre que o valoriza tanto;

  9. Evite fazer programa com mais de um michê. Antes da transa, acerte todos os detalhes : preço, duração, preferências eróticas ( se ele aceita, por exemplo, ser passivo);

  10. Não humilhe o parceiro. Não exiba jóias, riqueza ou símbolos de superioridade que despertem cobiça. O garoto de programa quase sempre é de classe inferior à sua;

  11. Se o encontro for na sua casa, tranque a porta e esconda a chave. Não deixe armas, facas e objetos perigosos à vista, você é dono da casa e deve dominar a situação;

  12. Quando for agredido, procure a polícia, peça exame de corpo delito e denuncie o caso aos grupos de ativistas homossexuais. Lembre-se que as Delegacias de Polícia são públicas. Se foi mal tratado pelo oficial, chame o Delegado Titular, se ele não estiver chame o plantonista. Se mesmo assim, for mal atendido, entre com uma ação contra a delegacia. Não tenha medo!

SOS CONTRA VIOLÊNCIA ANTI-GAY

Fone: 71-  91289993 – 33283782

2 comentários em ““Não seja vítima”

  1. muito boas essas dicas,sempre segui essas dicas,apesar que tenho parceiro fixo,somos muito felizes,tipo carne e unha
    obrigado pela maravilhoso site,sempre entro aqui pra ver as reportagens valeu!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s