397 / PLINIO LIMA / 30 ANOS / 78º DP

PLINIO HENRIQUE DE ALMEIDA LIMA

g1.globo     /    terra

Anúncios

332 / LUCAS NASCIMENTO / 24 ANOS

P / Arquivo    /  Lucas Nascimento

281 / LOURINALDO A. RIBEIRO / 52 ANOS / 7ª DRP

LOURINALDO ALVES RIBEIRO

alagoas24horas    alagoas24horas    tribunauniao    aquiacontece    g1.globo    tnh1    amazonas1    gazetaweb

254 / MATEUS FELIPE / ESTUDANTE-22 ANOS

g1.globo    srzd

 Eugenio Ibiapino:

“Gente o jovem Matheus tinha um time de vôlei formado de jovens gays e tinha sido proibido de jogar vôlei na praça pública a polícia está investigando o caso espero que os militantes de Nova Iguaçu acompanhem o caso junto a polícia. O jovem estava se preparando para fazer um teste no balé de Bolshoi.”

39249664_451378485373597_2058939598658076672_n

230 / LOUISE

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2165166890164996&id=100000151170102

Nossos sinceros pêsames a todos os amigos, familiares e professores.

Deco/imbox

1 comentário

JUDSON RODRIGUES DE CASTRO / PROFESSOR – 33 ANOS / ESTRANGULADO / 7ª DPC / RN, NATAL

O corpo do professor, que foi estrangulado, estava enterrado no quintal da casa de um dos assassinos que confessou o crime bárbaro e acabou entregando o comparsa no momento da prisão. A polícia diz que os dois planejaram tudo, com o objetivo de vender o carro da vítima e repartir o dinheiro.

Estudantes e colegas de classe do professor de Geografia, também foram ao sepultamento, e pediram justiça e punição aos envolvidos no assassinato. “Estamos muito revoltados com isso, não queremos nenhum deles soltos”, disse um aluno.

g1.globo     jsblogueiro     pontodevistaonline

MATHEUS PASSARELI SIMÕES VIEIRA / ESTUDANTE – 21 ANOS / CARBONIZADO / DDPA / RJ, RIO DE JANEIRO

NOVO ATENTADO A ATIVISTA LGBT NO RIO DE JANEIRO

Matheus Passareli, Matheusa, ativista LGBT, negro, não-binário, estudante de artes da UERJ, primeiro de sua família a entrar numa universidade, foi executado e queimado numa favela do Rio.

O irmão do estudante Matheus, disse que o aluno de artes visuais da Uerj foi executado ao entrar em uma comunidade no bairro de Piedade, na Zona Norte do Rio. O jovem era não-binário — ou seja, entende que sua identidade de gênero não é nem de homem nem de mulher, e, sim, de uma pessoa — e, entre amigos e parentes, era tratado como Matheusa. E segundo informações recebidas da Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA), o corpo o corpo foi encontrado queimado.

Matheus sumiu na madrugada de 29 de abril, ao sair do aniversário de uma amiga na Rua Cruz e Souza, no Encantado, na Zona Norte, por volta das 2h30m. De acordo com Gabriel, o estudante se despediu dos amigos dizendo que não se sentia bem.

extra.globo     g1.globo      odia